O Juiz, a reprimenda pública e a ralé

20/10/2008

Correu o país, nos últimos dias, a notícia de que o TJMA mandou um magistrado estudar (veja aqui, por exemplo).

Hoje, navegando, encontro este post, mostrando um “ponto de vista” para o qual eu ainda não tinha atentado, e que entendo respeitável.

Faço, porém, dois reparos:

1) Faria bem a uma parte dos Magistrados e agentes do MP deste país lembrar que a ralé (incluindo aí os que trabalham para eles e aqueles para quem eles trabalham) também tem direito ao contraditório e à ampla defesa;

2) O que foi dito com relação a Magistrados e censura pública vale igualmente para os Servidores da Justiça e muitos outros servidores públicos, posto que igualmente “convivem com a comunidade” e devem “conquistar sua confiança”.

(Ou não ?)

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: